13/12/08

XXXI


espessa neblina de sangue
onde roda a intempérie do vento
bosque azul na vereda mais estreita

furor do pó


Maria Costa

4 comentários:

adelaide amorim disse...

Amo ler seus poemas, Maria.
Natal e Ano Novo só de alegrias, querida.
Beijo.

gabriela rocha martins disse...

tudo é perfeito

o fundo
a música
o poema


FELIZ NATAL, maria



.
um beijo

gabriela rocha martins disse...

....e regresso
para desejar.te



um FELIZ ANO NOVO


.
um beijo

d'Angelo disse...

Mais belas pétalas neste jardim, cujos ventos são uma carícia para a alma. Feliz 2009.