25/06/08

XIII


desde as distâncias uma voz
abrindo-se em caminho
de sede e infância

bailado dos dias caídos
que se afundam sobre a terra

igual ao tempo indelével
da mão sobre os ombros exaltados
da memória



Maria Costa

2 comentários:

gabriela rocha martins disse...

dign[o]
lind[o]

ÍSSIMO

e mais não digo


.
um beijo

Mateso disse...

Beijam a alma
as
Palavras.
Bj.