18/06/08

XII




quando não existe o mundo
semeio jardins no meu quarto

em opostas águas
desconhecidas palavras
florescem no coração de ninguém



Maria Costa

6 comentários:

gabriela rocha martins disse...

ao fim de uma semana de silêncio

faz.me muito bem recolher.me no teu


respiro fundo
sento.me


não falo
respiro

apenas
e
LEIO.TE


.
um beijo

inatingivel disse...

Jardins!
Meu mundo, meu refúgio.

Saudades ...

Amélia disse...

Muito bom, Maria! Posso usar?

lupussignatus disse...

semear

o

indizível



Belo.

gabriela rocha martins disse...

regresso
a fim de vislumbrar

LA DELICATESSE

a dizer contigo

MUITO


.
um beijo

d'Angelo disse...

Não é vã esta semeadura, esta beleza espargida sempre será como primícias para alguém.